O que é o Índice Bovespa?

Mesmo quem não investe na Bolsa de Valores, ou tem interesse de investir, já ouviu falar no Ibovespa em algum momento. Afinal de contas, ele corresponde a um assunto presente diariamente nos noticiários, em especial quando se trata de economia.

Os principais veículos de comunicação do país estão sempre atentos às oscilações que ele apresenta.

Isso se dá em virtude da grande importância que o IBOV apresenta perante ao mercado, assim como também pelas grandes oportunidades de ganho que ele oferece.

Afinal, o Índice Bovespa (IBOV) se trata do maior indicador médio, que representa o desempenho das ações de empresas brasileiras. Por isso, caso um investidor queira saber sobre suas ações, ele deve conferir como está o desempenho do IBOV.

O que é e como funciona o Ibovespa?

De uma forma resumida, o Índice Bovespa consiste em uma carteira de ações teórica, na qual estão presentes os ativos capazes de movimentar as negociações de maior volume.

Ou seja, as ações presentes no IBOV devem representar em torno de 80% do volume total de negociações.

Quais as ações que compõem o Ibovespa?

Ao contrário do que se pode pensar, o Ibovespa não é composto por todas as ações da Bolsa. Enfim, ele é composto de ações de empresas que apresentam um maior volume financeiro de negociações, com relação ao volume todo negociado. Ou seja, se compõe das empresas que apresentam maior liquidez.

Para isso, ele pega todas as ações separadamente, relacionando o código de cada uma com o seu volume negociado. A partir da daí, esses ativos são ordenados do maior para o menor volume de negociações, até chegar à somatória do volume total, ou seja, quando alcançar o valor determinado como critério para a formação do Índice.

Sendo assim, não existe um número certo de ações para comporem o IBOV. Desse modo, caso 30 ações consigam atingir o volume, apenas as 30 irão compor o Ibovespa. Da mesma forma, se forem as 60 ações que conseguirem atender ao critério, então, são elas que farão parte do índice.

O que é um fundo Ibovespa?

O Fundo Ibovespa realiza aplicações em várias ações que fazem parte do Ibovespa. O seu principal objetivo demonstrar como está o andamento médio de cotações dos papéis mais negociados, e também com maior representação no mercado de ações do país.

Em resumo, o fundo de ações consiste em uma oportunidade interessante para quem está começando a investir, para os pequenos investidores pois, assim, eles podem ter acesso ao mercado de ações de uma forma mais diversificada e simples.

É também uma boa opção para aqueles que queiram adicionar os ativos que ofereçam retornos mais elevados, mas que não querem ter de acompanhar diariamente o andamento do mercado de ações.

Enfim, para quem deseja investir no Índice Ibovespa, a primeira coisa a se fazer é abrir uma conta em uma corretora de valores, ou seja, em uma instituição financeira, que seja devidamente autorizada.

A partir daí, é possível investir tanto no fundo do Ibovespa, quanto em qualquer outro produto financeiro que deseje.

É importante frisar que, antes de começar a investir no mercado financeiro, é necessário estudar bem sobre o mesmo, e compreender o seu funcionamento. Assim, você corre menos risco de ter prejuízo, e passa a investir com maior segurança também.